As regras básicas da Qualidade Total na área da Beleza | Portal Salão Brasil

As regras básicas da Qualidade Total na área da Beleza


29/06/2014 | Postado em Colunas

Prezados profissionais,

ao longo dos meus 24 anos, como consultora em gerenciamento de Recursos Humanos, tenho vivido experiências indescritíveis na área de Administração de Negócios, algumas que podem ser usadas como verdadeiros modelos de administração, e outras que podem ser usadas como simples exemplos: “o que não devemos fazer¨.

Cada situação é única, com históricos, dimensões e estilos de liderança diferentes. Porém, em todas nos deparamos com uma linha tênue – limite entre o sucesso e o fracasso. A esta linha denominamos Qualidade Total.

Para nos situarmos melhor no contexto QUALIDADE TOTAL, precisamos primeiro entender o que é Qualidade.

Partindo do conceito mais simples e objetivo possível, Qualidade é fazer certo desde a primeira vez, e sempre. Tal definição é muito simples na teoria, mas na prática a situação é bem mais complicada, já que precisamos garantir que todos os serviços que oferecemos em nosso salão ou clínica sejam bem feitos, atendam as expectativas e necessidades dos clientes e tenham preços, no mínimo atrativos. Afinal, o perfil de nossos clientes mudou muito nesta última década. Ninguém quer pagar um centavo a mais por qualidade. Seja na compra de produtos ou na prestação de serviço, o custo da qualidade precisa estar implícito no preço. É obrigação do profissional e direito do consumidor.

Quando falamos em Qualidade Total, englobamos nossos serviços na totalidade. Todos os processos de nosso salão ou clínica precisam estar perfeitos, se comunicando e se relacionando em sintonia para que possamos colher resultados positivos. Se um dos processos não estiver bem, seja ele funcional (estética, manicure, cabeleireiro, maquiagem, depilação) ou administrativo (recepção, estoque, compras, controles), nosso negócio não estará bem e isto interferirá diretamente em seu desenvolvimento e até mesmo em sua sobrevivência em médio e longo prazo.

Segundo pesquisas realizadas pelo SEBRAE e pelo IBGE, quase 50% das pequenas empresas, incluindo nesta amostra salões de beleza e clínicas estéticas, fecham antes de atingir três anos de vida. Isto se deve ao fato de, normalmente, iniciarmos nosso Negócio de forma amadora, com muita garra e vontade, mas com pouco planejamento e plano de ação.

Investimos nosso dinheiro, certos de sermos excelentes técnicos, e que isto por si só nos garantirá êxito e sucesso. Nesta hora é comum esquecermos que a situação exige uma parte administrativa, a elaboração de um plano de negócio que nos permita antever e planejar ações presentes e futuras que tragam estabilidade suficiente para nossa sobrevivência no mercado. Além disso, também é comum esquecermos que não trabalharemos sozinhos, e mesmo se trabalhássemos, a qualidade do nosso trabalho não depende apenas de nossa competência.

Algumas regras são de suma importância para garantirmos a Qualidade Total em nossos salões e clínicas:

  1. Use apenas equipamentos e produtos aprovados pelos órgãos competentes (IMETRO, ANVISA). Lembre-se que você está lidando com seres humanos em seu mais delicado aspecto, a autoestima. Além disso, um problema gerado por produtos ou equipamentos não legalizados pode gerar desde altas multas até a reclusão do proprietário do estabelecimento.
  2. Nem sempre o melhor produto possui o preço mais elevado e nem sempre menor preço indica menor qualidade. Tudo deve ser bem avaliado. Não se iluda com propaganda e marketing, conheça bem cada produto e escolha aquele que realmente agrega qualidade ao seu serviço.
  3. Ao definir o preço de cada serviço que seu salão ou clínica prestará, certifique-se que todos os custos estão envolvidos. Por exemplo: ao definir o preço de uma Escova Progressiva, saiba quanto será gasto de produto, quanto custa cada dose do produto, quantas horas serão gastas e de qual profissional (salário/hora médio), energia (média de gasto), desgaste de equipamento, entre outros. Estas contas são essenciais para que você chegue a um preço competitivo e garantem que não tenha prejuízo.
  4. Todo serviço deve ter excelência. Você e seus colaboradores precisam ser competentes no que estão fazendo. Mantenha-se atualizado em relação a sua profissão e estimule sua equipe a fazer o mesmo.
  5. Seu atendimento deve ser exclusivo e diferenciado. O cliente quer se sentir único. Mostre que você o conhece e que sabe tudo o que ele precisa. Nem sempre o que ele quer é o que ele precisa. Você é o especialista e a responsabilidade neste sentido é totalmente sua.
  6. Crie ou adote sistemas que lhe permitam ter conhecimento profundo de seus clientes (anamnese, históricos, dados cadastrais) – esta é a única forma de estabelecer laços de confiança. Seu cliente precisa confiar em você para aceitar que, por vezes, um tratamento ou serviço que indicaram a ele, não será tão eficaz quanto imagina, ou ainda, que poderá lhe causar algum dano à saúde.
  7. Estimule e garanta o bom relacionamento e a comunicação adequada entre todos os seus colaboradores. Seja exemplo de liderança e comportamento. Isto refletirá diretamente no ambiente de trabalho e em seu sistema de qualidade total.

Por fim, queridos profissionais, um sistema de captação de clientes eficaz e efetivo é muito importante para seu estabelecimento, mas somente um sistema de Qualidade Total lhe permitirá manter esta clientela, e conseqüentemente atingir um crescimento sustentável de acordo com sua visão de futuro.

Sobre Tânia Santos:
Especialista em Psicologia Organizacional com 24 anos de experiência na área de Recursos Humanos, Seleção, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas e de Carreira.
Atua como consultora e ministra palestras e cursos básicos sobre diversos temas.
Tels. (11) 2274 4510, (11) 993 791 275 (Claro), (11) 985 402 726 (TIM)
email: taniamara.santos@hotmail.com

© 2017 Salão Brasil - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por M2R Digital