Regulamentação já! | Portal Salão Brasil

Regulamentação já!


24/07/2015 | Postado em Colunas

Regulamentação da profissão da beleza já!

Bom dia, Brasil!

Percorrendo o País, no final do ano passado, senti na pele a necessidade da consolidação da lei que regulamenta a profissão da beleza.

Consolidar a regulamentação de forma ampla, seu reconhecimento, sindicalização e todos os enquadramentos da lei que forem precisos, para dignificar e amparar legalmente a estética como “área paramédica”  é imprescindível. Como também é primordial a inclusão de manicure, pedicure, cabeleireiro e todas as outras áreas do segmento, que em maior ou menor grau, interagem com pele, mucosa, sangue, anexos cutâneos, ou seja, com saúde de modo geral  por serem potenciais vetores de risco.

É preciso uma regulamentação completa, ágil e com uma fiscalização severa, onde a biossegurança seja fator imprescindível para o desempenho destas atividades.

Não podemos mais tolerar novas vítimas da ignorância e do desconhecimento por parte de quem “clinica”. As autoridades precisam exercer maior controle para não permitir que procedimentos inescrupulosos como estes voltem a acontecer,  lesando a vida do ser humano por interesses particulares.

Recentemente, morreu mais uma vítima em Catalão, no estado de Goiás, Maria Jose Brandão, fruto do despreparo e da incompetência profissional.

Chegando dessa região, depois de proferir um curso, e por vivenciar essa emoção intensamente que me motivo a agir. Próximo de meu embarque para São Paulo, conversei com as autoridades de Goiás, a Professora Luciana Lara e o Deputado Luis Cesar Bueno (GO,) sobre o ocorrido a fim de avançar nesta questão.

Existem vários movimentos sérios sendo feitos para esta regulamentação. O Deputado Ricardo Izar de SP, Deputado Odair Cunha de MG, com quem há mais de 10 anos estou envolvido nesta causa, além de outras autoridades, colegas, educadores, professores como a “Prof. Rosalinne Kelle, do Sindistética do RJ, que nos últimos anos intensificou seu trabalho em relação a regulamentação”, e inúmeros órgãos do governo que vem trabalhando com este assunto há tanto tempo.

A causa tem evoluído, porém, a luz dos fatos, estes esforços não têm sido suficientes para resolver um assunto tão importante.

É preciso que as autoridades municipais, estaduais e federais se pronunciem a favor desta questão, evitando assim, outras tragédias. Se houvesse limites em função do conhecimento e da regulamentação, o profissional  não faria nada que não estivesse enquadrado na regulamentação.

Hoje existem mais de 120 cursos de estética no país e muito me envaidece ter criado e coordenado o primeiro do Brasil, na Anhembi Morumbi em SP, nos anos 90. Há também, renomadas escolas, cursos técnicos, institutos e apenas uma faculdade estadual de estética no Brasil, a UEG – Universidade Estadual  em Goiânia – ¸ todos formando milhares e milhares de profissionais, que com certeza fazem jus a sua titulação.

A profissão de estética não vai acabar! Muito pelo contrário, a tendência é se fortalecer! Prova disso são as centenas de instituições existentes.

Então, conviver, aceitar, enquadrar e regulamentar o segmento é imprescindível para resguardar a sociedade!  Esse é um dever social.

Ao longo de 30 anos, trabalhando neste segmento, tenho me envolvido intensamente nesta causa, junto a inúmeros colegas da educação, empresários e profissionais médicos que em outras épocas foram punidos por colaborar no conhecimento do profissional da beleza, porém isso é passado.

Todos estes esforços não têm sido suficientes para resolver este assunto.  Ai me pergunto: “Onde estamos errando? Por que esta questão não está sendo resolvida? Depende do que? De quem? O que deve ser feito? Quem pode fazê-lo? Quando? Como? Será preciso uma nova fatalidade para solucionar esta questão?

Qualquer um de nós, mesmo aqueles que relutam, poderemos ser vítimas. “Vamos levantar esta bandeira, vamos nos envolver de corpo e alma para chegarmos a um resultado positivo”.

Profissionais, colegas, mídias sociais, imprensa e amigos, no início do ano estaremos lançando em Goiânia, palco desse acontecimento doloroso, a largada pela  conscientização desta questão,  com apoio da Aprobeleza,  junto do ISIC (Instituto Schulman de Investigação Científica), das Faculdades Oswaldo Cruz e com todas as entidades do Brasil. Juntos criaremos uma agenda de trabalho para levarmos esta causa em frente, de forma construtiva e pacífica.

A todas as empresas do segmento da beleza, profissionais, educadores, entidades, organizadores de feiras e eventos, instituições de ensino, sindicatos, entidades de classe e fundamentalmente a todos os usuários, pedimos seu apoio. Faça parte desta causa enviando um e-mail para: regulamentacaodabeleza@isic.net.br

Vamos nos envolver nesta causa para preservar e respeitar a profissão e a integridade das pessoas!

Vou continuar colaborando com este segmento que leva sustento, beleza e felicidade a milhares de seres humanos.

VAMOS LEVANTAR ESTA BANDEIRA…É DE INTERESSE DE TODOS!

 

Dr. Marcelo Schulman é o presidente da Vita Derm, está à frente do ISIC (Instituto Schulman de Investigação Científica) e é referência no mundo da cosmetologia

apoio:

logo-vitaderm                                                                                                         LOGO ISIC

© 2017 Salão Brasil - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por M2R Digital